Fotos ilustrativas


Reabilitação Física


Biofeedback na fisioterapia

 

Apontado como instrumento eficaz no tratamento  de diversas patologias, sua utilização tem sido crescente nas últimas décadas

 

Sensor de eletromiografia EMG, utilizado na reabilitação física


Eletrodos de superfície são colocados na musculatura apropriada e conectados ao computador. O sinal elétrico do músculo é captado e decodificado para o paciente na tela do computador, de tal forma que ele seja capaz de entender como está e seja capaz também de controlar adequadamente os impulsos de sua musculatura e descobrir qual seria a forma apropriada para comandá-la.

 

Nesta técnica o paciente aprende a ter controle voluntário de suas funções fisiológicas perdidas por lesão ou pouco desenvolvidas.  Isso é feito através do uso de um  equipamento eletrônico que mede com precisão e instantaneamente como se encontra a musculatura tratada, informando a ele, de modo visual e/ou auditivo quais os valores medidos.

 

Um treinamento supervisionado por um fisioterapeuta garantirá resultados positivos.

 

A finalidade da técnica no paciente lesado é recuperar ou melhorar  o desempenho motor.

 

O Biofeedback de EMG auxilia nas desordens neuromusculares e é muito indicado para tratar sequelas deixadas pelas seguintes patologias:  

 

- Acidente Vascular Cerebral (AVC),

- Traumatismo Cranio-encefálico (TCE),

- Lesões Medulares (tetra-plégicos,.pareplégicos),

- Lesões Cerebrais, e

- Paralisias faciais, entre outras.

 

 

 


Várias apresentações em 2018.

  Em 2018 foram feitas apresentações em SP e Brasília. Os assuntos abordados variaram entre a neurofisiologia da aprendizagem, sua inter-relação com a performance cognitiva humana, e novíssimas tecnologias para ganhos, manutenção e aprimoramento da saúde física e mental.           Foram demonstradas atuações em crianças, adolescentes e adultos,  utilizando técnicas como a Análise computadorizada do Sistema Nervoso Autônomo, Biofeedback, Indução de Ondas do Cérebro, Neuro Otimização e variadas ferramentas neuropsicopedagógicas      inclusive o PEI - um programa para desenvolvimento da Inteligência.                                
      Abrem-se portanto, grandes alternativa para a educação,  neuropsicopedagogia e saúde com a associação de tecnologias que permitem quantificar, estimular e avaliar a evolução do indivíduo no processo de aprendizagem e saúde.                                        

Tecnologia REAC

Moderna tecnologia de neuromodulação foi o motivo da palestra do Dr. Paulo Roberto Fochesato – Médico  – realizada no dia 25 de outubro de 2017 no anfiteatro da Farmacotécnica no Setor Hospitalar Sul de Brasília.

Abordou o tratamento de quadros degenerativos, distúrbios do equilíbrio, dor crônica e diversas sequelas de lesões, com a utilização desta terapia que é motivo de inúmeros estudos científicos publicados nas maiores revistas médicas internacionais, como a Nature e a Scientific Report.

Salientou a ação rejuvenescedora celular do método, uma vez que facilita a produção e a diferenciação de células-tronco e a produção da Telomerase – enzima associada à longevidade celular.

Tendo se especializado no método na Itália em fevereiro de 2015, local onde foi idealizada esta tecnologia, esteve recentemente de volta à Itália em outubro de 2016, onde foram abordadas novas indicações deste tratamento, especialmente nos aspectos epigenéticos de pacientes com Transtorno do Espectro Autista e da Síndrome de Down e outras patologias correlatas.

Doença de PARKINSON , ALZHEIMER e outras patologias deverão ser motivo de nova palestra proferida pelo Dr. Paulo, ainda com data a ser definida.

Atende em Brasília no CDIB – Centro de Desenvolvimento da Inteligência e Biofeedback, onde aplica as sessões de neuromodulação.

Os contatos podem ser feitos por meio dos telefones (WhatsApp):

(61) 98403.9567 e

(51) 99744.8746.